top of page

RELATÓRIO BIENAL
2018 | 2019

Arrow Down

HIGHLIGHTS

O biênio de 2018/2019 foi decisivo para nós. Nesse período, conseguimos nos firmar no território, nos inserindo de forma determinante junto aos atores locais no desenvolvimento de ações nos ambientes costeiros e marinhos.

 

Até 2018, nossa posição era de observadores dos eventos ocorridos nestas localidades. Nesse novo biênio, passamos a nos conectar mais e com mais qualidade com nossos parceiros, em um trabalho de escuta dos atores locais e apoio para o planejamento de base. Dessa forma, nos conectamos com aquilo que de fato é relevante para quem vive nesses territórios, garantindo uma atuação orientada para o desenvolvimento territorial conectado às questões socioambientais.

NÚMEROS DO BIÊNIO

21

Iniciativas apoiadas

32

Parcerias realizadas

12

Redes 
articuladas

17

Localidades abrangidas

O BIÊNIO 2018 | 2019

Entre as principais atividades realizadas neste biênio, destacam-se o incentivo à participação social efetiva e inclusiva na construção do ordenamento territorial costeiro e marinho; o fortalecimento de arranjos locais e possíveis parcerias para o uso público em áreas litorâneas; as pesquisas desenvolvidas para auxiliar a compreensão das realidades locais e que deram suporte para a tomada de decisões; o apoio a negócios comunitários primando pelo desenvolvimento sustentável; o fomento da articulação em rede e da implementação de ações em parceria para contribuir com a conservação dos recursos naturais; e a melhoria dos modos de vida das populações locais.

 

 

Neste biênio, focamos nosso trabalho em quatro temas principais:

 

-.png
+.png
Participação social na construção de políticas públicas para a zona costeira

Em 2018, percebemos a necessidade de fortalecer a participação social na implementação de medidas de gestão em áreas marinhas protegidas. Essa urgência se transformou em nosso principal projeto de 2018, resultando em ações de fomento ao engajamento social na elaboração dos planos de manejo das Áreas de Proteção Ambiental Marinhas do Estado de São Paulo, o que, por sua vez, nos inseriu de maneira ativa neste território. A participação nesta iniciativa ampliou nossa rede de relacionamentos, posicionando o Linha D’Água como organização atuante nos temas de Áreas Marinhas Protegidas e Pesca Responsável, com foco em etnoconservação, que considera conhecimentos tradicionais e técnico-científicos para a construção de políticas públicas.

-.png
+.png
Pesquisa

Este foi um de nossos temas prioritários de atuação, principalmente nas questões de Uso Público das Áreas Marinhas Protegidas. As pesquisas desenvolvidas diagnosticaram tanto os arranjos locais para a realização da visitação em áreas protegidas, quanto monitoraram e avaliaram os parâmetros ambientais para testar os impactos dessas atividades turísticas nas AMPs.

-.png
+.png
Empreendimentos solidários associados à visitação em áreas protegidas

Neste tema, nos envolvemos desde o incentivo a processos participativos e inclusivos, até o fomento direto a negócios. Apoiamos o desenvolvimento do Turismo de Base Comunitária, entendendo sua relevância como modelo de turismo protagonizado pelas comunidades, que valoriza as culturas locais, a conservação do meio ambiente e os modos de vida tradicionais.

-.png
+.png
Articulação em redes colaborativas

Outro tema de destaque neste biênio foi o fomento às redes colaborativas. As parcerias firmadas envolveram o incentivo ao encontro de comunidades para debater os rumos do desenvolvimento territorial, a participação de movimentos socioambientais em eventos nacionais e internacionais, a realização de eventos científicos internacionais e a articulação de pesquisadores em início de carreira para a construção de conhecimento compartilhado sobre o sistema costeiro e marinho brasileiro.

Relatório Financeiro

O biênio consolidou a atuação do Instituto Linha D’Água. Estivemos nos territórios, frequentamos os conselhos e os fóruns participativos, nos conectamos com os atores locais, fortalecemos as cooperações existentes e construímos novas parcerias. Reduzimos os apoios pontuais e focamos nos projetos e atividades com potencial de médio e longo prazo. Dessa forma, nosso investimento saltou de R$672.000,00 em 2018 para R$980.000,00 em 2019.

 

Diante disso, o valor aportado aos projetos aumentou. Foram doados diretamente para as organizações apoiadas R$255.000,00 em 2018, enquanto o valor investido em 2019 foi de R$400.000,00 – um aumento de 57% de um ano para outro.

 

Também foi preciso fortalecer a gestão interna, aperfeiçoando o planejamento, monitoramento e avaliação dos programas e dos projetos. A equipe foi aprimorada, se fez presente nos territórios e o resultado financeiro foi um aumento de 39% nas despesas administrativas de 2018 (R$417.000,00) para as de 2019 (R$580.000,00).

Despesas administrativas

Investimento em Projetos

O mosaico de atividades apresentado compõe nossa atuação programática. As variações de investimentos de um ano para outro, em cada um dos programas, se dão pela priorização dos temas descritos no biênio.

O Programa Áreas Marinhas Protegidas acumulou mais atividades, e consequentemente, mais recursos do que os outros programas. O que justifica o investimento maior nesse programa ao longo dos anos é a abrangência desse tema e a evidência de que as atividades conectadas à pesquisa, conservação, pesca, turismo e demais atividades socioeconômicas acontecem dentro desses espaços.
 
Apesar disso, em 2019, equilibramos o orçamento dos programas, apostando no fortalecimento da construção conjunta dos projetos, sobretudo nos Programas Pesca Responsável e Negócios Associados à Conservação, tendo como elemento transversal o apoio às redes costeiras e marinhas. 

O Programa Conservação de Tubarões e Raias teve atividades apoiadas apenas em 2018. No ano seguinte, não foram aprovados projetos nessa temática, o que nos levou à necessidade de reestruturar os apoios para as atividades desse programa em 2020.

Projetos do Biênio

Clique nos botões para filtrar os projetos por ano e/ou programa

I Reunião Estratégica do Programa Horizonte Oceânico Brasileiro

2019

ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS, PESCA RESPONSÁVEL, NEGÓCIOS ASSOCIADOS À CONSERVAÇÃO

Fortalecimento das Comunidades Pesqueiras

2019

PESCA RESPONSÁVEL, ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS

IX Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social e IV Encontro Latino Americano sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social

2019

ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS

III Conferência Sharks Internacional

2018

CONSERVAÇÃO DE TUBARÕES E RAIAS

III Encontro da Articulação dos Pescadores e Pescadoras Artesanais do Sudeste e Sul do Brasil

2018

PESCA RESPONSÁVEL

Cobertura colaborativa do XI Encontro Nacional de Gerenciamento Costeiro

2018

ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS

Atividades Participação da CONFREM no III Congresso de Áreas Protegidas da América Latina e Caribe

2019

PESCA RESPONSÁVEL, ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS

Evento Caminhos do Uso Público

2018

ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS

VIII Festejo Caiçara de Trindade

2018

PESCA RESPONSÁVEL

Fortalecimento da participação social nos Planos de Manejo das APAs Marinhas de SP

2018, 2019, 2020, 2021

ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS, PESCA RESPONSÁVEL

Pesquisa aplicada ao Uso Público do Refúgio de Alcatrazes

2017, 2018, 2019, 2020

ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS, NEGÓCIOS ASSOCIADOS À CONSERVAÇÃO

I Semana do Parque Estadual de Restinga de Bertioga

2019

ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS, NEGÓCIOS ASSOCIADOS À CONSERVAÇÃO

Download

Versão em PDF desse relatório

bottom of page